Data de postagem: 30/03/2021 11:25:23

Paixão de Cristo: Obediência e Controle

"E aconteceu que, ao se completarem os dias em que devia ele ser assunto ao céu, manifestou no semblante, a intrépida resolução de ir para Jerusalém".

É impressionante perceber como, durante a sua paixão, sofrimento e morte, Jesus estava no controle da situação.

Vejamos alguns exemplos desse controle:
* No texto acima, Jesus, em um dado momento, manifesta no semblante a firme decisão de ir para Jerusalém (certamente ninguém conseguiria mudar aquela decisão que era tão forte que estava visível em seu semblante);

* Em João 17, quando Jesus viu que sua morte estava se aproximando, ao invés de clamar por livramento, ele ora dizendo: "Pai, é chegada a hora, GLORIFICA o teu filho". É como se todos estivessem se preparando para chorar e Jesus está dizendo: "esse é o momento de maior gloria para mim";

* Em Lucas 22.52, quando vieram prende-lo, é Jesus que vai em direção aos sacerdotes, policiais e anciãos e os saúda. Ele não foge amedrontado;

* Quando um dos discípulos fere um dos soldados, à espada, Jesus manda-o guardar a espada e cura o soldado ferido tocando-lhe a orelha;

É interessante também perceber que a mesma tentação pela qual Jesus passou no início do seu ministério, ele também passou na crucificação. Em Mateus 4 satanás tenta Jesus com as seguintes palavras: "Se és filho de Deus..." (versículos 3 e 6). Em Mateus 27.40, os que passavam, vendo-o na cruz diziam: "Se és filho de Deus, salva-te a ti mesmo e desça da cruz".

Jesus morreu na cruz porque ele, voluntariamente, aceitou ir para a cruz. Ele tinha poder para determinar o seu destino. E esse foi o destino que ele escolheu.
O profeta Isaías, escrevendo mais de 500 anos antes, confirma essa verdade quando diz que "Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores ele levou sobre si".

O sofrimento e a cruz de Jesus nos ensinam que o verdadeiro controle do homem e da mulher de Deus acontece quando estamos DETERMINADOS/AS A OBEDECER.

Em seu sofrimento e morte Jesus nos ensina que, definitivamente, aquele/a que decidiu viver uma vida de obediência a Deus:
- Na fraqueza encontrará força;
- Na humilhação encontrará grandeza;
- Na morte encontrará vida;
- Na aparente derrota encontrará vitória.

"Tragada foi a morte pela vitória ... Onde está, oh morte, a tua vitória?... Graças a Deus que nos dá a vitória por intermédio de osso Senhor Jesus Cristo" (I Co 15.54-57).

Tenhamos um abençoado tempo de pascoa!

Bispo João Carlos

 voltar ao topo
Direitos Reservados
Igreja Metodista - Sexta Região Eclesiástica