Data de postagem: 16/05/2014 08:48:38

Não somos dos que retrocedem

“À vista disso, muitos dos seus discípulos o abandonaram e já não andavam com ele” ( João 6.66).
“Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela tem grande galardão. Com efeito, tendes necessidade de perseverança, para que, havendo feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa” (Hebreus 10.35-36).

O primeiro texto citado acima é, sem dúvida, um dos mais tristes da bíblia. Essa foi a resposta de muitos que, tendo ouvido os ensinamentos de Jesus disseram: “Duro é esse discurso; quem o pode ouvir?” 6.60.
Vendo muitos voltarem atrás, Jesus perguntou aos doze: “Porventura, quereis também vós outros retirar-vos”?
Pedro tomou a frente respondendo com uma das grandes afirmações de fé relatadas na bíblia: “Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de vida eterna; e nós temos crido e conhecido que tu és o Santo de Deus”. 6.68-69
Já o segundo texto citado acima é uma exortação e uma promessa feita aos hebreus cristãos do primeiro século que passavam por uma tremenda perseguição e estavam sendo tentados a retornar à sua antiga vida. No texto citado o autor da carta faz duas coisas:
Ele exorta: “não abandoneis a vossa confiança” Essa é a confiança ou certeza que os/as discípuos/as têm em Jesus. Essa confiança não pode ser jogada fora ou ser deixada de lado.
Ele promete: “ela tem grande galardão” (ela será grandemente recompensada). Note a certeza dessa promessa: “Ela tem!” não “Ela poderá ter” ou “deveria ter”.
Cada geração de discípulos/as recebe esse desafio de, com a ajuda do Espírito Santo, perseverar. De não voltar atrás. De não retroceder!
Que você e eu respondamos como Pedro: “Tu, Senhor, tens as palavras de vida eterna”, renovando assim o nosso desejo e disposição de continuar sendo e fazendo discípulos/as.
No amor de Jesus,
Bispo João Carlos

 voltar ao topo
Direitos Reservados
Igreja Metodista - Sexta Região Eclesiástica