Data de postagem: 28/12/2018 19:23:19

Cuidar da Natureza - Um desafio para o povo de Deus

Nesse primeiro 'Contato Pastoral' de 2019 - Ano que a Igreja Metodista enfatiza o cuidado do Meio Ambiente, reproduzo aqui parte da mensagem que escrevi para o Anuário Litúrgico 2019 da Faculdade de Teologia.


No Evangelho de João, no primeiro capítulo, lemos que no principio Cristo estava presente e ativo na obra da criação; que todas as coisas foram feitas por ele e que sem ele nada se fez. E na carta aos Colossenses 1.16, o apóstolo Paulo reafirma o que João disse, ao escrever que "... nele (em Cristo), foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis (...) tudo foi criado por ele e para ele".
Mas Paulo vai além quando, em Colossenses 1.20, afirma que através do sacrifício de Cristo a intenção de Deus era "reconciliar consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra como as que estão nos céus".

Sim, a salvação é uma questão entre Deus e a humanidade, mas Deus também deseja a restauração da sua criação. Os homens e mulheres não são os únicos beneficiários do sacrifício de Jesus pelo qual somos reconciliados com Deus. Paulo diz: "reconciliar consigo mesmo todas as coisas". Cada pássaro; cada árvore; cada colina; cada centímetro quadrado da criação.
E então, como a história da criação nas escrituras afeta a Igreja? Apenas esperamos confortavelmente por esta restauração que acontecerá no futuro? Enquanto isso, já que Deus está no controle, temos licença para fazer o que quisermos com o meio ambiente? Não!
- Se Deus viu sua criação como boa, então nós devemos vê-la da mesma maneira;
- Se a criação e o meio ambiente tem valor para Deus, então nós também devemos reconhecer esse valor;
- Se Jesus se dispôs a sacrificar-se a si mesmo não apenas por nós, mas pela restauração de todas as coisas, então devemos também nos comprometer com esse alvo.

Cada litro de água economizado; cada garrafa plástica reciclada; cada árvore plantada; cada aparelho desligado quando não está sendo usado; cada quilowatt de energia economizado é um pequeno, mas importante passo em direção a esse alvo.

Reduzamos; reusemos; reciclemos, como testemunho da nossa fé na restauração de todas as coisas pela eficácia do sacrifício de Jesus, nosso Salvador e Senhor de todas as coisas.

 voltar ao topo
Direitos Reservados
Igreja Metodista - Sexta Região Eclesiástica