Data de postagem: 29/03/2018 12:58:50

Nossos votos - A nossa proteção

Você se lembra dos votos que fez quando fez a profissão de fé? Ou quando foi consagrado/a pastor/a ou ordenado/a presbítero/a?

Quando nos tornamos pastores/as, ou assumimos posição de liderança na igreja, temos consciência da visão e do chamado. Mas se não tivermos algum tipo de ?proteção? corremos o risco de sermos dominados pela tentação da vaidade do orgulho, do sucesso, das fantasias escapistas.
Eugene Peterson, no livro ?O Pastor Desnecessário?, fala de um dos votos que fez ao ser consagrado pastor e como esse voto o tem ajudado a manter o foco diante das tentações do seu ministério: ?Prometo, em minh vida, procurar seguir o Senhor Jesus Cristo, amar o meu próximo e trabalhar para a reconciliação do mundo com Deus?.

1. Prometo procurar seguir a Jesus Cristo:
O pastorado nos coloca em posição de liderança. Outras pessoas nos estão seguindo, olhando para nós. Essas pessoas procuram deixar bem claro para nós que somos uma classe especial: a dos líderes.
Esse voto nos ajuda a lembrar de que somos SEGUIDORES também. Ele nos ajuda a lembrar de que as palavras de Jesus: ?quem não se tornar como uma criança não entrará no reino dos céus? continua servindo para nós.
O papel do líder não pode acabar com o papel do seguidor. O discipulador continua sendo discípulo.
2. Prometo amar o meu próximo:

Antes de ser um membro da igreja, antes de ser um número no rol, antes de ser alguém que não concorda conosco, a pessoa é o ?próximo? que eu prometi amar.
Antes de ser um ?tremendo recurso? ou um ?peso morto?; antes de ser ?uma benção? ou ?um problema?, é o próximo que eu prometi amar. A pessoa que Jesus nos mandou amar não pode ser transformada em instrumento de trabalho; em troféu do nosso ministério.

3. Prometo trabalhar para a reconciliação do mundo com Deus:
Agindo localmente eu sou desafiado a pensar globalmente. O mundo não é o inimigo. O mundo é o campo missionário: ?Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo? II Coríntios 5.19

Reconciliação é trabalho fundamental da igreja. Assim não tenho direito de fugir desse mandato, ignorando ou eliminando aqueles que me incomodam. As pessoas são o que são porque são feridas, mal entendidas, desprezadas, rejeitadas. Que elas não sofram esse mesmo tipo de coisa no nosso meio.
Que esse seja o nosso desejo e o nosso voto: Seguir a Jesus; amar o próximo e trabalhar para a reconciliação do mundo com Deus.
Tenha uma excelente pascoa junto com aquele que nos amou e deu a sua vida para a nossa reconciliação com Deus.

 voltar ao topo
Direitos Reservados
Igreja Metodista - Sexta Região Eclesiástica