Data de postagem: 28/01/2016 18:53:35

Coração de Servo/a

"Porque não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus, o Senhor; e nós mesmos somos vossos servos por amor de Jesus" (I Coríntios 4.5).

Em seu livro 'In the Name of Jesus', Henri Nouwen fala de três tentações que todo/a servo/a de Jesus enfrenta em um momento ou em outro.
Essas tentações correspondem às três tentações que o próprio Jesus enfrentou logo antes de iniciar seu ministério:
1. A tentação de ser autossuficiente: Crer que conseguimos realizar o nosso ministério pelas nossas próprias forças, conhecimento e talentos.
2. A tentação de ser espetacular (celebridade): Tornar-se conhecido/a por essa ou aquela realização ?fora de série?.
3. A tentação de ser poderoso/a: Estar em completo controle; manipular.

Essas tentações estão intimamente relacionadas com a função de liderança. Isso é muito sério visto que todo/a servo/a de Jesus é chamado/a para liderar.

Então, o nosso desafio como servos e servas de Jesus é vencermos essas tentações enquanto realizamos a obra que Jesus nos chamou para realizar. Como as vencemos? Aqui vão algumas sugestões:

- Reconhecendo que nosso ministério não é para ser realizado solitariamente. Deve ser realizado sempre em parceria com outros/as servos/as.
- Reconhecendo que somos chamados/as sempre para refletir o nosso Senhor. Portanto, servimos não em nosso próprio nome, mas EM NOME DE JESUS.
- Reconhecendo que nossa ênfase deve ser prioritariamente na qualidade e na excelência. A quantidade e a expansão devem ser consequências.
- Reconhecendo que devemos prestar conta da nossa vida e ministério àqueles/as que Deus colocou como líderes sobre nós.
- Reconhecendo que a crítica ou o reconhecimento das pessoas têm um valor relativo. O que buscamos, de fato, é a aprovação daquele que nos chamou.

Que o nosso ministério seja sempre orientado pela graça de Deus e pelo espírito de serviço de Jesus.

Bispo João Carlos

 voltar ao topo
Direitos Reservados
Igreja Metodista - Sexta Região Eclesiástica