Data de postagem: 28/04/2015 14:58:28

Adoração

"Deus é espírito e importa que seus adoradores o adorem em espírito e em verdade" (João 4.14)

A Palavra de Deus dá uma ênfase especial na questão da adoração. Por que será que Deus enfatiza tanto a importância de ser adorado? Não parece estranho? Afinal de contas adoração é elogio. E quem precisa de elogio são pessoas que necessitam de estímulo para melhorar a autoestima. Mas Deus não tem complexo de inferioridade. Ele não precisa de massagem do ego. Ele não precisa de elogios para sentir-se bem a respeito de si mesmo. Então por que a ênfase na adoração? Creio que a resposta não está relacionada a Deus, mas a nós mesmos.
Deus não enfatiza a adoração porque ele necessita. Ele enfatiza porque nós precisamos daquilo que a adoração pode fazer nas nossas próprias vidas. Deus não necessita de ser adorado, mas nós necessitamos de adora-lo. A adoração faz algo em nós!

O ser humano tem uma tendência inata para a adoração. Onde quer que encontremos um ser humano, ele/a estará adorando algo ou alguém. Pode ser que não estejam adorando no sentido formal da palavra, num templo, mas de fato estão adorando. Na floresta podem estar adorando uma pedra, uma arvore ou qualquer outra coisa. Na cidade podem estar adorando uma pessoa famosa ou algum tipo de possessão.
Existe em nós uma necessidade de ir além de nós mesmos e honrar e adorar algo maior que nós. Todo ser humano terá um Deus, mesmo que não seja o verdadeiro Deus. Então, de fato, o louvor a adoração a Deus nos protege. Protege contra a idolatria.

Quais são as implicações da pratica da adoração? O que a adoração faz em nós?

1. A adoração nos leva a presença de Deus:
Na medida em que adoramos a Deus, tiramos o foco de nós mesmos e da nossa situação e colocamos esse foco em Deus. Tornamo-nos conscientes de sua presença. Percebemos sua gloria e sua grandeza, sua majestade e seu poder. Tiramos nossa atenção de coisas menores e colocamos nossa atenção naquele que é o maior, nosso Senhor e Deus.

2. A adoração nos dá a perspectiva divina com relação à nossa própria situação:
Na presença de Deus, percebemos sua habilidade de lidar com a nossa situação.
Quando tiramos os olhos de nossos problemas e os fixamos em Deus, nossos problemas ganham a perspectiva correta. Enquanto olhávamos para nossos problemas eles pareciam enormes, mas agora, contemplando a gloria, a majestade e a habilidade de Deus, nossos problemas parecem bem menores e totalmente solucionáveis.

3. A adoração transforma o nosso ser:
A adoração muda as nossas atitudes e os nossos pensamentos. É impossível ser um adorador e continuar amargurado e cínico. A adoração transforma até mesmo o nosso caráter. A adoração renova a nossa fé e a nossa esperança (nossa teologia é mais influenciada pelo louvor do que pelas mensagens que ouvimos).

Você e eu fomos chamados a levantar nossas vozes em adoração. Essa é a nossa prioridade!

Bispo João Carlos

 voltar ao topo
Direitos Reservados
Igreja Metodista - Sexta Região Eclesiástica