Data de postagem: 28/11/2014 13:13:21

Natal: Advento do Impossível

"O lobo habitará com o cordeiro, e o leopardo se deitará junto ao cabrito; o bezerro, o leão novo e o animal cevado andarão juntos, e um pequenino os guiará" (Isaías 11.6).

No versículo acima e nos outros que o sucedem, Isaias apresenta ideias aparentemente impossíveis. Como pode uma criança pequena guiar animais selvagens? Será possível para uma criança colocar a mão no ninho de serpentes sem sofrer dano? É sensato imaginar que animais ferozes e predadores podem conviver pacificamente com animais domésticos? De onde Isaias tirou essas ideias malucas? Mas o que nós celebramos como discípulos e discípulas de Jesus, nesse período do Advento não tem, também, muito de ?aparentemente impossível??

Celebramos aquele que é Emanuel? Deus conosco. Celebramos aquele que, por amor, foi obediente até a morte. Celebramos aquele que nasceu de uma virgem. Celebramos aquele que conquistou a morte. Do ponto de vista meramente humano isso tudo não parece impossível também? Quando celebramos o advento, celebramos nossa esperança no ?aparentemente impossível?.

A esperança que nasce da fé em Jesus é esperança que vai além de toda esperança e todo otimismo meramente humano. Nesse sentido não somos diferentes do profeta Isaias. Mas o fato é que Natal é a celebração daquele para quem ?nada é impossível?. Na morte Ele gera vida; nas nossas fraquezas Ele produz força; e nos nossos sofrimentos Ele planta as sementes da alegria.

Que a esperança no "aparentemente impossível" possa ser renovada na sua vida nesse período do advento e sempre!

Bispo João Carlos

 voltar ao topo
Direitos Reservados
Igreja Metodista - Sexta Região Eclesiástica